LifestyleModa e Beleza

A alfaiataria encontra a tecnologia do sportswear para um novo street fashion

Marca desenhada por Alexandre Herchcovitch transforma o Centro Cultural São Paulo como palco para a nova coleção com ar anos 70, criações náuticas e esportivas.

Cada vez mais as pessoas mergulham em um estilo de vida corrido e agitado. A mesma roupa utilizada no trabalho, é a roupa que se usa na academia, ao parque ou para fazer compras. É o segmento sportswear ganhando espaço na moda casual. 

Uma pesquisa realizada pelo SEBRAE chamada Inteligência Setorial, em 2015 revelou um pouco das preferências dos consumidores deste mercado quando eles procuram consumir produtos de moda fitness. Entre os assuntos mais abordados estavam:

• Conforto;• Tecnologia;• Estilo.

Grandes marcas de moda já entenderam essa nova tendência e voltam suas criações para uma moda streetwear mesclando alfaiataria com fibras e tecnologias que tragam maior liberdade de movimento e performance. Estima-se que até 2019 o segmento gere 178 milhões de dólares, segundo a empresa americana de pesquisa Trefis. Nos últimos três anos, o crescimento de empresas de vestuário pensado em unir o casual com tecidos tecnológicos ultrapassou o de empresas tradicionais. No Brasil, marcas como À La Garçonne trazem o conceito de upcycling, com alfaiatria e tecidos altamente tecnológicos.

Nascida em 2009, sob direção criativa de Fabio Souza e desenhada pelo estilista Alexandre Herchcovitch, a marca À La Garçonne se baseia na sustentabilidade e no reuso de materiais, valendo-se de um futuro com menos consumo, nas palavras de Herchcovitch.

O Centro Cultural São Paulo, em meio a skatistas e rodas de amigos conversando, foi o local escolhido para o lançamento da nova coleção da marca. Fashionistas estiveram presentes para se encantarem com o mix de peças que trazem a tendência da temporada internacional outono/inverno 19/20. Muita alfaiataria, xadrezes, casacos oversized, florais invernais e modelagens que trazem o esporte para o streetwear, reinventando os próprios símbolos que a À La Garçonne utiliza, como a corda e a âncora.

É nítida na coleção a presença da alfaiataria repaginada, looks em parceria com marcas esportivas, shapes e estampas lembrando uniforme de motocross trazem uma mistura perfeita entre o chic e o sportswear, atual na moda. Uma das marcas parcerias da marca nesta coleção é a Texneo, indústria têxtil de Indaial, Santa Catarina, focada na produção de malhas para os mercados sportswear, beachwear e underwear. Trata-se de uma colaboração inteligente entre alfaiataria e tecnologia.

“Com a Texneo, que para mim tem um produto de alta tecnologia nas malhas de performance, resolvi utilizar na À La Garçonne justamente para as peças que preciso de uma compressão maior e de alto conforto.”, comenta Herchcovitch. A principal malha da Texneo trabalhada na coleção foi o Elastic, um artigo de ótima compressão, baixa transparência e excelente alongamento, possui ainda a tecnologia UV50+ que protege até 98% contra os raios solares. “Quase toda a malharia da coleção é composta por malhas Texneo”, complementa.

A união entre alfaiataria e tecnologia gera inovação que o mercado precisa, alinhada a reutilização de roupa usada ou ideias recicladas é o que faz a À La Garçonne ser uma marca tão vanguarda e especial.

Tags

Gabriel Lucas

Olá, sou o Gabriel Lucas (@oarapuka), tenho 22 anos, tão eclético quanto a esse site, falo sobre um pouco de tudo. Vamos ser amigos? Me chama em qualquer canto usando o @oarapuka 😀
Back to top button
Close
Close