EntrevistasGuia Lollapalooza 2019LollapaloozaMúsica

Entre bolos e carnaval: um papo sobre Lollapalooza Brasil com o Steve Aoki

Há 10 anos, quando se pensava em música eletrônica de uma forma mainstream, não existiam muitos nomes na ponta da língua da galera. Sim, clássicos como Daft Punk, Chemical Brothers e Fatboy Slim eram facilmente citados, mas foi no final da década passada que alguns produtores chegaram ao estrelato, e entre eles está Steve Aoki.

Mas a estrada de Aoki começou a ser trilhada bem antes disso. Em 1996, quando lançou o seu selo Dim Mak, seu trabalho era com bandas de punk e hardcore, mais tarde, no início dos anos 2000, o selo foi responsável por vários lançamentos indie que amamos, como, por exemplo, Bloc Party, The Rapture, The Gossip, Klaxons, entre outros.

Foi quando Steve pegou a estrada do electro house, lançando produtores como MSTRKRFT e The Bloody Beetroots e construindo a sua sólida carreira como produtor, que envolve sucessos como “Warp 1.9” e “No Beef”, o avassalador álbum Wonderland e a atual trilogia Neon Future.

E foi com essa parte da sua longa carreira que ele veio ao Lollapalooza Brasil 2015 e agora volta, em 2019, para trazer seus novos sucessos, sua apresentação enérgica e performática, além de seus clássicos arremessos de bolos diretamente na cara da galera. Uma pontaria que poucos tem.

Depois de uma semana inteira no carnaval brasileiro, o pessu do Lolla BR ligou para o Steve e bateram um breve papo sobre a expectativa para os shows, a experiência de curtir a festa da carne no Brasil e, claro, sobre bolos. Confira:

Lolla: Essa é a sua segunda vez no Lollapalooza Brasil, o que você espera do festival.
Aoki: Sim, é a minha segunda vez no Lollapalooza Brasil, mas já estive aí várias e várias vezes e é sempre incrível. Mal posso esperar para o show.

Lolla: Você tocou no carnaval brasileiro, o que achou disso?
Aoki:Sim, sim, é uma das coisas mais legais que existem. É um encontro cultural que só o Brasil pode proporcionar, uma experiência única no mundo. Se você quiser ter a experiência real do carnaval, você tem que ir ao Brasil. Eu nunca vi isso, toda uma cidade em erupção, todas as ruas, pessoas de todas as idades, garotas e garotos se divertindo. É algo maluco que eu nunca vi.

Lolla: E depois de passar tantas vezes pelo país, você tem colaborado com algum artista brasileiro?
Aoki: Sim, com o Alok, uma faixa que ainda não tem nome, mas que vamos soltar em breve. E também com a Anitta, temos conversado sobre fazer um som juntos, mas é muito cedo pra falar, mas amo ela e o que ela tem feito.

Lolla: Recentemente você lançou o álbum Neon Future III, nós devemos esperar pelo Neon Future IV em breve?
Aoki: Sim, sim, o Neon Future IV deve sair ainda este ano, pois trabalhei no III e no IV ao mesmo tempo e existem muitas músicas novas. Será mais um álbum repleto de mega colaborações, algo que irá passar por vários estilos, como hiphop e rock, será bem diferente neste sentido, mas ainda assim será bem dance. Talvez tenha algumas collabs com brasileiros, assim como terão collabs com k-pop e várias outras culturas.

Lolla: Ok, vamos te perguntar algo, que é um pouco besta, mas vamos lá. Você já provou algum bolo brasileiro?
Aoki: Hahaha, as pessoas sempre me perguntam se eu provei os bolos locais, mas eu ainda não provei nenhum bolo especialmente brasileiro. Mas eu quero, me mostre que eu quero provar.

Lolla: Ok, vamos te levar dois bolos então, o bolo de cenoura e o bolo de coco gelado, que são clássicos que todo mundo gosta.
Aoki: Sim, hahaha, leve sim, quero provar. De coco e gelado? Parece interessante!

Steve Aoki se apresenta no sábado, dia 06 de abril, no Palaco Perry’s by Doritos.

Tags

Gabriel Lucas

Olá, sou o Gabriel Lucas (@oarapuka), tenho 22 anos, tão eclético quanto a esse site, falo sobre um pouco de tudo. Vamos ser amigos? Me chama em qualquer canto usando o @oarapuka 😀
Back to top button
Close
Close