EntrevistasMúsica

Já conhece a cantora MANAIA?

Seu primeiro single e clipe, “Baby”, lançado recentemente, é uma canção forte que evoca a liberdade, com versos ora diretos ora enigmáticos. Dia 06/11, Manaia irá lançar sua nova música “Medo”, uma balada carregada de seu pulso pop rock.

Cantora, compositora e multi-instrumentista Manaia estreou recentemente seu novo trabalho, com o lançamento do single e clipe “Baby” e de um show especial no Rio de Janeiro, onde apresentou em primeira mão suas composições, a maioria com forte pegada pop rock. Na apresentação exclusiva para fãs e convidados, Manaia e sua banda, formada só por mulheres, recebeu no palco duas estrelas da nova cena pop, as cantoras Clau e Jade Baraldo, além de contar, na plateia e bastidores, com outros nomes que reforçaram a valorização do feminino, como Alice Caymmi, Donas, MC Rebecca e King.

[embedyt]https://www.youtube.com/watch?v=5YEDg_lcIfA[/embedyt]

A equipe do Nation POP bateu um papinho com a Manaia e vocês podem conferir logo abaixo:

Já pra começar me tira uma dúvida, Manaia é nome artístico ou nome pessoal mesmo? É um nome diferente. Qual o significado dele, você sabe?

Manaia é um nome de trabalho, como um “nome de guerra”(rsrs). Ele tem um significado pra mim de equilíbrio. Queria um nome que tivesse uma conexão com uma pedra verde (jade), ja que trabalha o chakra da garganta, logo a voz. Descobri um anjo guardião da tribo Maori, Manaia, que tem uma cabeça de pássaro, corpo de homem, e cauda de peixe, e achei que tem tudo a ver comigo, ja que “clamo” a liberdade, sou mulher na terra, e ainda sou de peixes (rsrs). 

Quais são suas principais influências no mundo da música Nacional? E internacional?

Nacional eu sempre gostei de Rita Lee e Pitty, as mulheres do rock, e também Lenine, Sandy, Adriana Calcanhoto, Lulu Santos. E internacional eu me inspiro na Sia, Adele, Lana Del Rey, Lorde, Amy Winehouse, Rihanna, Katy Perry e claro a Pink. Também bandas “solares” como Maroon 5 e Coldplay, e mais “dark” como Evanescence e Linkin Park porque adoro uma guitarra.

A música Baby foi feita pra alguém ou não? Já de começo parece uma indireta para o típico contatinho que nos deixa no vácuo (hehehe).

Hahahaha, ninguém atende o celular né. Nessa música eu realmente fiz essa deixa de propósito, para parecer que é uma música de amor ao próximo, mas se trata de amor próprio. É uma música sobre liberdade, de sair da gaiola que você se colocou, tentando se encaixar no “sistema da sociedade”, tipo, ser o que as pessoas queiram que você seja. Nessa caso eu escrevi porque resolvi ser eu e sair do ambiente corporativo para trabalhar com música. 

Como foi cantar ao lado de Clau e Jade Baraldo no lançamento de Baby?

Nossa, foi incrível. Eu estava bem nervosa antes do show, mas na hora que comecei me acalmei (rsrs). Eu conheci a Jade nos ensaios e tivemos uma ótima química, ela é libriana então foi super amiga e fofa comigo. Conheci a Clau na passagem de som e não foi diferente. Ela é ariana, tem iniciativa, divertida e muita astral também. Ja penso em parcerias.

Se você pudesse gravar uma música com algum artista nacional e internacional, quem seria? E por que?

Depois desse show de estreia com certeza com a Jade e com a Clau, e quem sabe a Pitty, Alice Caymmi e o Jão num futuro próximo. Porque? Porque sou fã deles. 

A música Medo diz muito sobre minha situação atual hehehe, aquela típica música que a gente ouve e fala: Essa música foi feita pra mim! Conta pra gente, como foi o processo de produção dessa música? De onde surgiu a ideia até a finalização.

Essa música é “sofrência” pura. Eu estava sofrendo de amor (rsrs), dessa vez foi para alguém sim, e estava escutando muita música sertaneja pra acompanhar meu chororô de pisciana. Queria uma melodia bem meloso, e essa eu fiz sentada no piano. Ela foi saindo naturalmente. Hoje, eu não canto para “ele”, eu canto essa música para mim, como medo de me amar e ser o que queria ser. 

Você está entrando no cenário da música agora (como cantora), na sua opinião quais são as maiores dificuldades de ser um artista reconhecido aqui no Brasil? E que dica ou conselho você tem pra quem está ou pretende começar agora na carreira?

Existe muito artista “foda” aqui no brasil que ninguém conhece. O que falta realmente é oportunidade. A minha dica é acreditar, saber que você vai cair, mas são nos tombos que a gente aprende a se levantar então nunca desista e tenha resiliência. 

Pode nos falar um pouco mais sobre seus projetos futuros? Vem mais singles novos por ai? Pretende lançar algum EP ainda este ano? Alguma parceria especial?

Esse ano estamos lançando 3 mais 1 singles que vão completar um EP. Ja gravamos 3 video clipes e estamos nos organizando para o ultimo: Cobra Cascavel. Esse ano ainda não tenho parcerias, mas planejo um álbum para o próximo e estamos estudando parcerias 🙂

Bom pra finalizar a gente sempre faz um jogo rápido de perguntas com os artistas, então a gente manda uma palavra e sem pensar muito você manda uma resposta rápida, beleza? (Se quiser pode explicar o pq de cada resposta também)

Uma música: Yellow Flicker Beat da Lorde, porque me da poder

Um filme: Da Magia a Sedução, porque o amor cura tudo, foi o meu “frozen”

Uma série: Game of Thrones

Um livro: Orgulho e Preconceito da Jane Austen

Um signo: Meu ascendente: Escorpião

Uma pessoa: Pink

Um conselho: Tire o pé do chão e abra suas asas

Um momento: a minha memória mais antiga, com 3 anos de idade escolhendo o nome do meu irmão na cama dos meus pais. Lembro de tudo, fui eu que escolhi.

Um sonho: Turnê Mundial (olha ambição de ter capricórnio na área de trabalho)

Uma comida: Frutos do Mar

 me diverti muito nelas

Etiquetas
Mostrar mais

Gabriel Lucas

Olá, sou o Gabriel Lucas (@oarapuka), tenho 22 anos, tão eclético quanto a esse site, falo sobre um pouco de tudo. Vamos ser amigos? Me chama em qualquer canto usando o @oarapuka 😀
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar